Pandemia da bala: Em 23 dias de julho, 100 pessoas foram mortas no Interior do Ceará - PARAMBU CONECTADO

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Post Top Ad

sábado, 25 de julho de 2020

Pandemia da bala: Em 23 dias de julho, 100 pessoas foram mortas no Interior do Ceará

Em apenas 23 dias do mês de julho, 100 pessoas foram assassinadas no interior do estado do Ceará. A região com maior índice criminal neste período foi a Sul, com 65 homicídios. 

No Norte do estado ocorreram outros 35 casos de Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLIs). Neste mesmo intervalo, 10 duplos assassinatos aconteceram no Sertão, e, entre os 100 mortos, estão três mulheres e duas crianças, estas com idades de 3 e 4 anos.

Os 10 duplos homicídios no Interior do Ceará em apenas 23 dias de julho aconteceram nos seguintes Municípios: Banabuiú (Distrito Barra do Sitiá), Limoeiro do Norte (Localidade Carbomil), Granja (Localidade Frios, Distrito de Parazinho), Juazeiro do Norte (Bairro Romeirão/Sede), Russas (Localidade de Jaburu), Sobral (Bairro Terrenos Novos/Sede), Cedro (Localidade Sítio São Bento), Quixeramobim (no bairro Monte Flor), Groaíras (Sede) e em Juazeiro do Norte novamente (no bairro Santa Tereza).

Crianças mortas

Duas crianças estão na lista dos 100 mortos. O primeiro crime ocorreu na noite do último dia 7, quando bandidos invadiram uma residência na zona rural do Município de Granja (a 322Km de Fortaleza) e mataram o agricultor João Batista Sousa Monteiro, 45 anos; e a filha mais nova dele, a pequena Juliana Sousa Monteiro, de apenas 4 anos de idade. Ambos foram executados com vários tiros. Dois suspeitos do crime já estão presos.

O segundo assassinato ocorreu no dia 20 passado, quando a pequena Maria Esther Rodrigues, 3 anos de idade, faleceu no Hospital da cidade de Russas (a 163Km de Fortaleza) depois de ter sido espancada, segundo constatações médicas. O pai e a madrasta são os suspeitos do crime e se entregaram à Polícia, na cidade de Parnamirim, na Região Metropolitana de Natal, no Rio Grande do Norte, na última quarta-feira (22) após terem decretada a prisão temporária no Ceará. Eles negam o crime.

Mulheres mortas

No último dia 3, a adolescente Joana Lara Gonçalves da Silva, 14 anos de idade, foi assassinada, a tiros, no Município do Cedro.

No dia 9, Maria do Socorro da Silva, 41 anos, foi fuzilada juntamente com o filho adolescente, Rafael da Silva Santos, 16 anos, no bairro Romeirão, em Juazeiro do Norte.

No último dia 20, a aposentada Maria Augusta dos Santos, 72 anos, morreu no Hospital Regional do Cariri (HRC), em Juazeiro do Norte, em decorrência de espancamento sofrido três dias antes em sua residência, no Município do Crato.

Com informações do Ceará News.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad